Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui pRádio Bra editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Santanense vence festival de Alegrete

08 SET 2014
08 de Setembro de 2014

O vencedor do 6º Canto Farroupilha de Alegrete é de Santana do Livramento. O cantor e compositor Volmir Coelho interpretou a milonga Porque Eu?, de autoria de Marco Antônio Soares. O artista santanense participa a mais de 20 anos dos festivais nativistas no Rio Grande do Sul, sendo premiado diversas vezes nas categorias interprete e compositor, em suas obras retrata o dia-a-dia do homem do campo e também aborda temas sociais.

O cantor possui uma marca registrada nas suas composições, a sensibilidade poética e o conhecimento de campo, porque passou grande parte de sua vida trabalhando em propriedades rurais em Santana do Livramento, mais precisamente no 5º Distrito do Carcávio. Esta vivência lhe possibilita criar composições como Remalhado música premiada com 3º Lugar no 12° Um Canto Para Martin Fierro, em parceira com Othelo Caiaffo, tema escrito a partir de um causo antigo de tropa contado pelo Braulino Tropeiro.

Este ano, o 6º Canto Farroupilha foi promovido pela prefeitura do Alegrete, através da Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer, da 4° Região Tradicionalista e Coordenadoria dos Festejos Farroupilhas. O público prestigiou os três dias de festival – 5, 6 e 7 de setembro -,  no novo palco da promoção, o CTG Farroupilha.

Além da mudança de local, o Canto Farroupilha tem outra novidade. Pela primeira vez os compositores locais que tiverem suas músicas classificadas receberão a título de ajuda de custo e de direitos autorais e artísticos o valor de R$ 300. Para os compositores de outras cidades a ajuda de custo permanece no valor de R$ 1.500.

A comissão julgadora foi composta por Nenito Sarturi, Luiz Carlos Borges, Diego Caminha, Zulmar Benitez e Flávio Hansen.

 

COMISSÃO JULGADORA

Luiz Carlos Borges - O cantor, compositor e acordeonista iniciou sua carreira aos sete anos, no conjunto "Irmãos Borges", na região missioneira do Rio Grande do Sul, com quem gravou seus três primeiros discos. Sua carreira solo iniciou a partir do sucesso com a composição "Tropa de Osso", premiada na 9ª edição da Califórnia da Canção Nativa do RS. Desde lá, já foram 32 discos gravados, sempre investindo na renovação da música regional gaúcha.

Nenito Sarturi – Natural de Santiago, iniciou a carreira artística em 1979, concorrendo em festivais de música nativista gaúcha, nos quais foi vencedor por diversas vezes. Parceiro de grandes nomes da música gaúcha como Gaúcho da Fronteira, Osvaldir e Carlos Magrão, Luiz Carlos Borges, João de Almeida Neto, Miguel Marques, Beto Caetano e Wilson Paim. Em 20 anos de carreira, teve cerca de 500 músicas gravadas.

Diego Caminha – É um dos mais importantes contrabaixistas da música gaúcha. O músico, que também é produtor rural, dedica-se ao trabalho na estância de propriedade de sua família, em Lavras do Sul. Ocasionalmente faz participações em shows de música nativista de grandes nomes como César Oliveira e Rogério Melo e participa de festivais.

Zulmar Benitez – Natural de São Sepé, o músico e compositor sempre representou Bagé nos festivais e tornou-se um dos compositores mais premiados do Rio Grande do Sul, sendo referência no Estado.

 

Flávio Hansen - Intérprete vitorioso, tem tido destacada participação em festivais de música nativista no Rio Grande do Sul, iniciou a carreira artística no final dos anos 1980. Em 1990, foi o vencedor da quinta edição do "Ponche Verde da Canção Gaúcha" com a milonga "A construção da milonga". Em 1999, por ocasião da primeira edição do Festival "Um Canto para Martin Fierro", realizado em Santana do Livramento, recebeu o prêmio de "Melhor intérprete”.

PREMIAÇÃO:

1º Lugar: Troféu Antônio José de Vargas e R$ 2.000

2º Lugar: Troféu Cilço de Araújo Campos e R$ 1.000

3º Lugar: Troféu Honório Lemes e R$ 500

Melhor Instrumentista: Troféu Piu Fontoura e R$ 200,00

Melhor Intérprete: Troféu Gildo de Freitas e R$ 200

Música Mais Popular: Troféu Capela Queimada e R$ 200

Melhor Poesia: Troféu João da Cunha Vargas e R$ 200

Voltar

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

O Som do Campo na Internet

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.